BRASIL, Sul, Mulher, de 36 a 45 anos, Italian, Arte e cultura, Livros

 


 




 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Manu



 Vote agora!


 
Visitante número:
 
O passeio da Joaninha




De volta ao beijo profundo após um tempo, reencontrando Monsieur de Valmont... Lestat de Lioncourt?

http://beijoprofundo.zip.net

METEMPSICOSE


De olhos abertos durante a madrugada,
Vi meu regresso um dia para um lugar que não conheço
vi meus relatos perderem o endereço
percebi que o sabor da angústia é acre e muito presente;
a quem contar meus segredos e medos?
como refletir a imagem opaca do futuro,
se não sei o que me aguarda?

A prece desfia-se insincera e quase cadente
mesmo em sua forma anárquica;
acima a noite, esta se delimita e impede meu sono
pensei que seria alcançado pelo descanso,
mas o arfar que me chega me sufoca e não há retorno
da vida
não há como voltar.

Sigo em frente pelos segundos que me chamam
e que continuarão dia após dia
até não ter mais o que recordar.

O salto me aguarda impávido,
mas não me dará a mão
e pouco importará que esteja de olhos fechados ou não;
mas eu sei que de alguma forma,
tentarei retornar.

OBS - Metempsicose seria a capacidade que as almas tem de mudar de um corpo para outro, como reencarnação esegundo algumas crenças, como o Budismo seus adeptos  não matam insetos temendo ser a reencarnação de um humano ou, mais antiga, a egípcia, q acreditava q as almas podiam simplesmente mudar de corpos.. De qualquer forma, a reencarnação seria prêmio ou castigo.



Escrito por nina fenili às 22h35
[] [envie esta mensagem
] []



Atravesso ruas ermas sempre em diagonal

Perdida em pensamentos muito além das montanhas e dos dias

E entrevejo um futuro incerto a cada instante

Longe de minhas mãos, de meus pés, de meus sentidos

Parto para um mundo de sonhos

Não me chamem que já não estou

Parti pela verticalidade de uma estrada

Que atravessa a noite em longas curvas

 

Subo por ela sem degraus

E a paisagem aqui é repleta de sol

Me espiam árvores eretas,

Rigorosamente dispostas em linha reta

Uma alameda ébria de ventos

 

Fugi para dentro de mim mesma

E me achei feliz.........



Escrito por nina fenili às 22h17
[] [envie esta mensagem
] []



 

queria ser mais sábia...

 

mais paciente

 

ser mais agressiva

 

queria fazer sua cabeça girar...

 

e girar de novo

 

provocar teu desejo

 

te fazer voar

 

sorrir para as paredes

 

queria ser mais leve

 

flutuar até tuas vertentes

 

navegar em teus mares revoltos

 

e ser o avesso de tuas roupas

 

desenhar estrelas em tua pele

 

em teu céu

 

....uia...

 

queria ser eu... e não ser.



Escrito por nina fenili às 22h42
[] [envie esta mensagem
] []



Mas eu gosto tanto desse rapaz.. que resolvi postar outra vez essa piadinha,... 

Luizinaçu!!!!

A caravana do governo seguia pelo interior do Piauí, em vários carros.
Todo mundo disfarçado de povo. Lá pelas tantas, no meio do poeirão, bate aquela sede, e o nosso presidente manda parar junto da primeira casa no caminho para beber um pouco de água.
Diante do pedido daqueles homens importantes, tudo doutor, a dona do casebre, hospitaleira como todo sertanejo, grita para o menino de uns 9 anos que estava sentado na porta:
- Luizinaçu! Corre aqui, jegue! Traiz a quartinha e as caneca prus dotô bebê água!
Lula, todo vaidoso, pergunta:
- Eu vi que a senhora chamou o garoto de Luiz Inácio. Ele tem esse nome em homenagem a alguém?
E ela, sem nunca imaginar que era o presidente em pessoa que estava ali, responde:
- Não, dotô, na verdade o nome dele é Fernando Henrique, mas é que urtimamente esse minino danô a bebê, roubá, minti e fazê tanta merda, que nóis apelidô ele assim...

 



Escrito por nina fenili às 18h20
[] [envie esta mensagem
] []



De que são feitos os sonhos??



Escrito por nina fenili às 12h59
[] [envie esta mensagem
] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]