BRASIL, Sul, Mulher, de 36 a 45 anos, Italian, Arte e cultura, Livros

 


 




 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Manu



 Vote agora!


 
Visitante número:
 
O passeio da Joaninha




Os olhos ardem de tentar ver o que está muito longe do campo de visão perdido no horizonte. Não encontrei a paz que desejava, nem o sossego, nem o desassossego. Brindei tua chegada com grandes goles de vida e me embriaguei com teu sorriso e teu olhar ávido. Aqui perdida olho as irregularidades da parede a minha frente e mais ali adiante os azulejos rigorosamente enfileirados em seu destino branco. Se me perdi foi para me encontrar aqui, nesse momento sem horas, a medir tua ausência, a dizer a meus dias que tudo permanece no mesmo lugar e aqui também eu permaneço, mesmo que não a deseje, mesmo que medindo a distãncia entre meu desejo e meus passos o medo da distãncia sempre me afastem mais e mais de ti. Não quero pensar agora. Quero abraçar meus joelhos, acariciar meus longos cabelos como se tuas mãos fossem e sentir toda a paz desses momentos ainda sem tempo. E ficar ali naquela tarde presa, aninhada em teu colo, escorrendo suor e afeto.



Escrito por nina fenili às 00h52
[] [envie esta mensagem
] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]